Vazamento de produtos perigosos em armazéns – Sugestão de procedimento.

Vazamento de produtos perigosos em armazéns – Sugestão de procedimento.

Vazamentos de produtos perigosos em armazéns logísticos são muito comuns e podem se tornar eventos catastróficos, se não for dada a devida atenção quanto ao procedimento de atendimento a tais emergências.

Portanto, para contribuir com o seu plano de emergência, os engenheiros da E-Brigada prepararam uma sugestão de procedimento padrão para ajudar a construir seu método de atuação, confira a baixo.

Objetivo do procedimento

Estabelecer as instruções operacionais seguras para situações de vazamentos durante a movimentação de cargas em armazéns que contenha produtos perigosos.

Bem como a correta utilização da área de contenção de carga perigosa em situações de vazamentos.

Abrangência de responsabilidades

  • Gerente de operações;
  • Gerente de manutenção;
  • Encarregado de armazém;
  • Ajudantes de armazém;
  • Ajudantes de manutenção;
  • Técnico de segurança do trabalho;
  • Brigada de emergência;
  • Terceirizados envolvidos no processo.

Definições usadas no procedimento

KIT de Emergência – Número mínimo de equipamentos individuais e coletivos necessários para uso em situações de emergência com vazamento de produtos perigosos.

Ficha de Emergência – Formulário padrão onde estão contidas informações mínimas necessárias para situações de emergência (Vazamento, fogo, poluição, envolvimento de pessoas, informações médicas).

FISPQ – Ficha de Informação de Segurança de Produtos Químicos.

Livro de controle da área contenção – Livro destinado as anotações técnicas necessárias, referente a área contenção de cargas que vazaram.

C.A – Comunicação de Anomalia – Formulário próprio interno que serve para registrar todas as anormalidades (acidentes ou incidentes) ocorridos ou que podem acontecer nas nossas atividades laborais.

Tabela de Segregação de cargas perigosas – Tabela que contem todas as classes e subclasses de cargas perigosas, determinando o distanciamento mínimo e máximo entre elas.

Área de contenção – Área no armazém destinada a contensão de produtos perigosos com vazamentos, dentro dos padrões e normas ambientais vigentes.

Bacia de contenção tipo Ambflex – bacia de contenção móvel e flexível de rápida montagem e desmontagem.

EPI – Equipamento de Proteção Individual, utilizado pelo colaborador para proteger a sua integridade física.

EPC – Equipamentos de Proteção Coletiva, dispositivos coletivos de Segurança, com objetivo de proteger a integridade física de mais de um colaborador ao mesmo tempo.

REMOÇÃO – Ato ou efeito de remover um produto ou resíduo a um de local apropriado para providências de contenção do vazamento.

Constatação do vazamento de produtos perigosos

Portanto, qualquer pessoa autorizada a transitar nas dependências do armazém e que perceba o vazamento de produtos químicos perigosos, poderá comunicar a ocorrência.

Assim informando o encarregado do armazém, via rádio na frequência, por telefone, por um dispositivo de botoeira fixo nas paredes, pelo aplicativo E-brigada ou pessoalmente.

Após confirmação do vazamento, o setor de segurança do trabalho e/ou atendimento a emergências deverá ser acionado via rádio na frequência, por telefone, por um dispositivo de botoeira fixo nas paredes, pelo aplicativo E-brigada ou pessoalmente.

Todavia, o setor de segurança do trabalho e/ou atendimento a emergências ambientais promoverá a abertura de C.A (comunicação de anormalidade) via formulário próprio do sistema de gestão de segurança e meio ambiente da organização.

O registro da ocorrência também poderá ser realizado por meio do aplicativo E-Brigada no módulo lista única de pendência, em conjunto com o encarregado do armazém para assim manter o registro e evidências do acidente/incidente para posterior realização da investigação do mesmo.

Portanto, o setor administrativo ou responsável pelo armazém deverá resgatar a “Ficha de Emergência” do produto que vazou e repassar à equipe de combate à contenção.

Identificação do produto/contenção do vazamento

De posse da “Ficha de Emergência”, a equipe de contenção devidamente treinada procederá da seguinte maneira:

NOTA: Obedecer rigorosamente às instruções contidas na “Ficha de Emergência” do produto quanto a situações de vazamentos e/ou orientações do Chefe de Emergência.

Colocar todos os “EPI’s” e “EPC’s” indicados na Ficha de Emergência, disponíveis no KIT de emergência no setor, fazendo o atendimento ao vazamento.

Chegando no local do vazamento, deverá ser isolada a área, sinalizando-a adequadamente com o uso de cones ou tambores e fitas de sinalização.

Conter o vazamento, formando um dique de contenção em volta do produto em vazamento, com o uso de material absorvente (Barreiras de contenção, mantas absorventes, areia, serragem, outros).

Comunicação ao cliente

O responsável pelo armazém deverá proceder a comunicação formal ao cliente quando necessário, citando as seguintes informações:

  1. Data e hora da ocorrência;
  2. Medidas emergenciais adotadas pelo armazém;
  3. Utilização ou não da área de contenção e dos materiais absorventes.

Havendo a necessidade de transportar o produto do local do vazamento para a área de contenção, bacia de contenção tipo Ambflex.

Faz-se necessário a averiguação no “Livro de controle da área de contensão”, do histórico do(s) produto(s) anteriormente armazenado(s) na área, para liberar ou não o transporte e utilização da área.

Se a área de contenção estiver vazia e limpa, após a consulta no “Livro de Controle”.

Deverá ser transportado o produto ao local, obedecendo os critérios de segurança estabelecidos pelo técnico de segurança do trabalho.

Se após a consulta ao “Livro de controle da área de contenção”, for constatado que existe um produto depositado, ainda não removido, deverá ser consultado e verificado a compatibilidade de mistura com o material em vazamento.

Havendo compatibilidade, o produto poderá ser transportado e armazenado sobre a área.

A ação a ser tomada nesta situação é a verificação se o transporte poderá ser executado por empilhadeira, tendo em vista possíveis reações com a borracha do pneu do equipamento.

O que dependerá do tipo de produto que vazou, sendo que a liberação de transporte dependerá de análise crítica do(s) técnico(s) de segurança do trabalho.

Não havendo compatibilidade, o produto não poderá ser liberado para o transporte e armazenagem na área de contenção, devendo o mesmo ser contido no local por meio de bacias de contenções móveis do tipo Ambflex.

Destinação adequada dos resíduos perigosos

Os resíduos sólidos e líquidos destinados a área de contenção deverão ser retirados de forma padronizada e ecologicamente correto.

A destinação final do resíduo transportado deverá ser em ambiente apropriado e realizada por empresa devidamente licenciada para o transporte e destinação em aterro industrial de classe 1 – Resíduos perigosos.

Investigação do acidente

Após a finalização do atendimento de primeira resposta, a equipe de segurança no trabalho, juntamente com os responsáveis pelo armazém e funcionários envolvidos na ocorrência deverão realizar a investigação do acidente afim de determinar a causa imediata, causa raiz e um plano de ação corretiva.

Compartilhe esse post:
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp

Postagens Relacionadas

Comentários