Manutenção Preditiva para o Sistema Preventivo de Incêndio

Manutenção Preditiva para o Sistema Preventivo de Incêndio.

Manutenção Preditiva e Sistema Preventivo, o sistema preventivo contra incêndio de uma edificação pode ser composto por diversos dispositivos tais como:

· SISTEMA DE ILUMINAÇÃO DE EMERGÊNCIA – SIE

· SISTEMA PREVENTIVO POR EXTINTORES – SPE

· SISTEMA HIDRÁULICO PREVENTIVO – SHP

· SISTEMA DE SAÍDAS DE EMERGÊNCIA

· SISTEMA DE ALARME E DETECÇÃO DE INCÊNDIO – SADI

· SINALIZAÇÃO PARA ABANDONO DE LOCAL – SAL

· SISTEMA DE CHUVEIROS AUTOMÁTICOS – SPK

· SISTEMA FIXO DE GASES LIMPOS E DIÓXIDO DE CARBONO (CO2)

· SISTEMA DE ÁGUA NEBULIZADA, ENTRE OUTROS

Cada um destes sistemas possui um nível de complexidade para sua instalação, uso e manutenção, assim objetivando seu perfeito funcionamento 100% do tempo de vida útil.

Contudo, o grande desafio para os gestores de edificações é exatamente esse, manter os sistemas íntegros em 100% do tempo de vida útil dos equipamentos.

Seja como for, é necessário manter um rígido sistema de manutenção.

Você sabe o que é manutenção preditiva?

Manutenção preditiva é o acompanhamento periódico de equipamentos, máquinas e ou sistemas, através de informações coletadas durante uma inspeção técnica.

Atualmente, algumas técnicas de manutenção preditiva são utilizadas, como a análise de vibração, ultrassom, termografia, inspeção visual e técnicas de análise não destrutivas.

A manutenção preditiva, significa assim como o verbo “predição” a ação de afirmar antecipadamente o que poderá ocorrer num momento futuro, sendo deduzido ou entendido a partir de informações, dados ou ações anteriores.

Portanto, se tratando de sistemas preventivos contra incêndio, antecipar uma falha pode assim significar a preservação de vidas.

Qual o objetivo da manutenção preditiva para o sistema preventivo contra incêndio?

Os principais objetivos são:

  • Antecipar a necessidade de serviços de manutenção corretiva;
  • Eliminar a chance de desmontagem ou reparos desnecessários;
  • Aumentar o tempo de disponibilidade dos equipamentos/sistemas;
  • Reduzir paradas forçadas;
  • Aumentar o tempo de vida útil dos equipamentos;
  • Aumentar a confiabilidade do desempenho dos equipamentos;
  • Determinar previamente as falhas de interrupção de fabricação.

É importante destacar que as informações coletadas devem ser minuciosas para que assim a manutenção preditiva ocorra.

Assim, deve-se determinar a frequência, o responsável e a forma de registro.

Além disso, se as manutenções preditivas forem constantes, a necessidade de manutenções periódicas e corretivas é praticamente zero.

Técnicas a serem aplicadas

Inspeção visual: consiste na análise visual do equipamento/sistema balizado por um checklist que conduz o inspetor a detectar indícios de falhas futuras.

A inspeção visual pode ser aplicada para verificação das saídas de rotas de fuga, portas corta fogo, extintores de incêndio entre outras.

Termografia: é a técnica que permite registrar de forma gráfica ou visível a olho nu, a radiação infravermelha que todos os corpos acima de zero irradiam. Essa técnica permite assim identificar a alteração dos níveis de temperatura e gerar uma imagem térmica.

Com uma câmera termográfica a equipe de brigada de incêndio pode realizar inspeções periódicas em sistemas elétricos simples bem como: quadros de distribuição, computadores, extensão elétrica entre outros.

Ultrassom: essa técnica consegue detectar vazamentos com facilidade e consiste em analisar a frequência das ondas sonoras que podem ser audíveis ao sistema auditivo humano. Na manutenção preditiva, essa técnica permite detectar falhas invisíveis.

Atenção! Manutenção preditiva não é manutenção preventiva!

São termos parecidos, porém muito distintos em significado. A manutenção preventiva é geralmente aquela que ocorre em intervalos indicados pelo fabricante, enquanto a manutenção preditiva ocorre em intervalos sistemáticos.

A manutenção preditiva costuma ser mais utilizada no cenário onde exista sistemas funcionando 100% do tempo, afinal de contas, a sua prática permite que os equipamentos funcionem corretamente e continuadamente, visando uma maior segurança.

A manutenção preventiva é recomendada pelos fabricantes pois se trata de uma série de estudos e amostras realizadas com experiências e testes que determinam o tempo de vida útil do equipamento/sistema.

A importância da manutenção preditiva

Agora que você já sabe um pouco mais sobre manutenção preditiva, ficou claro que ela é super importante para a o seu sistema preventivo contra incêndio.

Portanto, realizar a manutenção preditiva com o auxílio de softwares de gestão, como o e-Brigada te ajudará a manter os sistemas preventivos contra incêndio em pleno funcionamento, o que pode significar a preservação de vidas.

Vale ressaltar que a equipe de brigada de incêndio pode lhe ajudar muito na realização das manutenções preditivas nos sistemas preventivos contra incêndio, desde que bem treinada e conduzida.

Compartilhe esse post:
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp

Postagens Relacionadas

Comentários